“No meio de qualquer dificuldade existe oportunidade

Albert Eisntein

Dicas sobre o Amor Romântico sem estresse Destaque

Seg, 10 de Junho de 2013 22:35 - Publicado em Dicas

Tem gente que mata gente e tem gente que se mata por causa de um amor romântico.

E você? Já chorou? Já entrou em depressão? Ou já pensou em se suicidar por causa de um amor frustrado? Se nunca fez nada disso, antes que isso aconteça leia esse artigo, se já fez algo parecido, leia também para abrir novas perspectivas sobre um dos assuntos mais badalados da humanidade.

Na semana de celebração do dia dos namorados se fala muito sobre amor romântico. Toda a propaganda sobre o amor romântico me faz pensar alguns detalhes que acho importante mencionar para aqueles que têm ou não tem uma paixão no momento. Sabe por quê? Por que esse assunto pode ser uma dádiva do destino para alguns e como mencionei acima, um tiro no coração para outros.  Então vamos aqui ver se vale mesmo à pena morrer de amor.

Mais ilusão do que não

Uma das características do amor romântico é a ilusão de que a experiência irá durar para sempre. Tudo é possível e acredito que há raríssimos casais que podem afirmar isso, porem para a maioria a realidade é que não dura pra sempre, não aquela paixão desenfreada que sentimos nos primeiros anos de namoro na relação amorosa.

 

O caso do pré destinado

Um dos mitos do amor romântico é que, quando conhecemos a pessoa a quem estamos destinados, o reconhecimento vem do fato de que nos apaixonarmos.  Porém nem sempre isso acontece pois há casos entre amigos que se apaixonam depois de anos de amizade, e outros que até não se gostam à principio e depois passam a se gostar apaixonadamente.

 

União perfeita

Há também a ilusão de que uma união pode ser perfeita, que seremos capazes de satisfazer as necessidades um do outro para sempre, e portanto vivermos felizes para sempre em perfeita união e harmonia. Então se isso não acontecer, ou seja, não irmos de encontro a todas as necessidades um do outro, o castelo de ilusão vai para as nuvens e surgem os conflitos e atritos e acabou a paixão para dar lugar a desilusão. Ao invés de trabalharmos em nós mesmos para que aja mais entendimento e uma dose de comprometimento e cumplicidade entre  ambas as partes.

 

Está claro para mim que ao interpretamos o amor românticos o fazemos baseados nas histórias hollywoodianas e nossos contadores de histórias da infância. Milhares de mulheres tem a expectativa de achar o Romeu da Julieta e o Príncipe da Cinderela.

 

Onde era uma vez uma moça muito bonita e pobre que gostou do príncipe rico e apaixonado até que a morte os separasse.

 

Como uma pessoa realista, sinto muito pela horrível confusão e sofrimento que este mito gera. Milhões de pessoas desperdiçam enormes quantidades de energia tentando desesperadamente e futilmente fazer com que a realidade das suas vidas se ajuste à irrealidade do mito.

 

Desejo de coração que todas as pessoas estando apaixonados por outra ou não aprendam que a aceitação da sua própria individualidade e da do outro somado a independência são as bases sobre as quais podemos criar um relacionamento amoroso sadio e divertido, resumindo, sem estresse.

 

blog comments powered by Disqus